CIMAL

AUTARCAS ALERTAM PARA DEGRADAÇÃO DE CENTROS DE SAÚDE NO ALENTEJO LITORAL

04 de abril de 2018

«As condições de acesso aos cuidados de saúde no Alentejo Litoral são preocupantes», afirmou, no passado dia 2, Vítor Proença, Presidente da CIMAL e do Município de Alcácer do Sal, à saída de uma reunião com os Presidentes de Junta de Freguesia dos concelhos de Alcácer do Sal, Grândola, Odemira, Santiago do Cacém e Sines.
 
«Não estamos apenas a falar das dificuldades da população em chegar às extensões e centros de saúde ou ao Hospital. Também os espaços onde funcionam estes serviços estão bastante degradados, o que  evidencia a falta de investimento na Saúde no Alentejo Litoral», referiu o autarca, sublinhando que «os Presidentes de Junta contactam todos os dias de forma direta com os cuidados de proximidade e relatam-nos o estado de degradação e desqualificação dos espaços onde decorrem as consultas, bem como a desadequação de equipamentos e a falta de material».
 
«Por outro lado, parece-nos que existem algumas dificuldades na execução de programas de saúde preventiva e de saúde pública, com efetivos efeitos na prestação de cuidados de proximidade», rematou.
 
A reunião, que decorreu em Grândola, inseriu-se no Roteiro pela Valorização da Saúde que a CIMAL - Comunidade Intermunicipal do Alentejo Litoral tem vindo a desenvolver.
 
No âmbito deste Roteiro, os Presidentes de Câmara dos cinco concelhos já reuniram com empresários, com as associações humanitárias e corpos de bombeiros e com as instituições de solidariedade social da sub-região.

Multimédia

Central de Compras da CIMAL

Newsletter

 

Contatos

  • Comunidade Intermunicipal do Alentejo Litoral
  • (+351) 269 450 110
  • (+351) 269 450 116
  • Edifício GAT, Largo Manuel Sobral, 7570-132 Grândola