CIMAL

SITUAÇÃO NO HOSPITAL DO LITORAL ALENTEJANO AGRAVA-SE

Notícias

Presidentes de Câmara querem reunir com António Costa

28 de novembro de 2017

O Conselho Intermunicipal do Alentejo Litoral, reunido em 15 de novembro de 2017, voltou a analisar a situação da prestação de cuidados de saúde na sub-região e, em especial, os dados de que dispõe, os quais resultam de conctatos institucionais e de conctatos informais mantidos pelos Presidentes dos Municípios.

Os Presidentes das Câmaras Municipais de Alcácer do Sal, Grândola, Odemira, Santiago do Cacém e Sines vêm acompanhando sistematicamente o assunto, tendo desenvolvido já um conjunto de diligências sobre esta matéria ao longo dos últimos anos. Além das reuniões ocorridas com o Conselho de Administração da Unidade Local de Saúde do Litoral Alentejano e com a Administração Regional de Saúde do Alentejo, foram mantidos contactos com os Secretários de Estado da tutela, quer do Governo atualmente em funções quer com os membros do anterior executivo.

Em outubro passado foi solicitada uma nova audiência ao Ministro da Saúde, mantendo-se a expetativa sobre o seu célere agendamento.
Contudo, a situação no Hospital do Litoral Alentejano agrava-se de dia para dia. O subfinanciamento daquela unidade, cuja capitação define uma transferência de verbas claramente insuficientes e proporcionalmente muito inferiores à esmagadora maioria das restantes unidades hospitalares, repercute-se não apenas ao nível da gestão mas também na capacidade de atração de recursos humanos, em especial médicos e enfermeiros, e muito em particular na fixação de especialistas.

Por isso mesmo, o Conselho Intermunicipal reitera a sua saudação a todas e a todos os funcionários diretos e indiretos da Unidade Local de Saúde do Litoral Alentejano, bem como às suas famílias, reconhecendo a resiliência e o esforço que têm empreendido para minimizar as lacunas que a escassez de recursos humanos, e de outros meios, invariavelmente se fazem sentir junto dos utentes.
 
Os dados de que dispõe o Conselho Intermunicipal não evidenciam apenas a situação de enorme fragilidade do Hospital do Litoral Alentejano e da Unidade Local de Saúde, que engloba os Centros e as Extensões de Saúde de todo o Alentejo Litoral, mas deixam, ainda, antever igualmente que, se nada for feito com urgência, a situação daquela unidade de saúde se degradará ao ponto de comprometer de forma ainda mais constrangedora e efetiva a prestação de um serviço público tão essencial e imprescindível.

Nesse sentido, e sem prejuízo da audiência que se encontra solicitada ao Senhor Ministro da Saúde, e também por se entender que a situação está a adquirir contornos demasiado graves e para os quais aparentemente a Administração Central e a tutela não apresentam respostas suficientes ou adequadas, decidiram os Senhores Presidentes de Câmara presentes na reunião do Conselho Intermunicipal de 15 de novembro, solicitar uma audiência ao Senhor Primeiro Ministro, Dr. António Costa.
 
 
 
 
fotografia: Câmara Municipal de Santiago do Cacém
 

Multimédia

Central de Compras da CIMAL
Atlas do Sudoeste Português

Newsletter

 

Contatos

  • Comunidade Intermunicipal do Alentejo Litoral
  • (+351) 269 450 110
  • (+351) 269 450 116
  • Edifício GAT, Largo Manuel Sobral, 7570-132 Grândola